MARCAS
VEJA TODAS AS MARCAS
Alô Bebê na Copa
Você está em: Portal > Revista > Saiba como agir com a criança engasgada
Assunto: Segurança

Saiba como agir com a criança engasgada

01/04/2004 - Texto por Priscilla Germano

Crianças pequenas adoram colocar objetos na boca. Fique atenta, pois um pedacinho de comida, uma cápsula de remédio, um objeto pequeno ou até mesmo uma bala podem ficar entalados em suas vias aéreas. A criança engasgará e poderá ficar sufocada. Em casos mais graves, a criança fica impossibilitada de respirar, o que pode ser fatal se não for socorrida imediatamente.

O engasgo acontece quando um corpo estranho ameaça entrar na traqueia, ou seja, na passagem usada para a entrada de ar nos pulmões. Seu caminho natural deveria ser o esôfago e depois o estômago.

Veja como agir caso a criança esteja engasgada:

Engasgo de bebês com menos de 1 ano 

Deite o bebê de bruços em seu antebraço, apoiando o tórax e a cabeça do bebê em sua mão, mantendo-a mais baixa que o corpo. Com a palma da outra mão, dê várias pancadinhas firmes em suas costas. Seja extremamente cuidadosa ao tentar remover qualquer coisa da boca de um bebê para não empurrá-la ainda mais para dentro da garganta. Só coloque o dedo em sua boca se estiver vendo o objeto.

Engasgo de crianças de 1 a 8 anos

Peça para a criança tossir para remover o corpo estranho. Se não adiantar, sente-se e deite a criança de bruços em seu colo. Usando a palma da mão, dê pancadas secas em suas costas, na área entre as clavículas. Cuidado para não usar força demais, cada palmada deve ser dada com energia suficiente para remover a obstrução das vias aéreas.

Engasgo de crianças com mais de 9 anos

Coloque seus braços ao redor da criança em pé, de costas para você, pressionando sua mão fechada contra a cintura dela. Com a outra mão, empurre com força sua mão fechada para dentro e para cima do tórax. A força do puxão deve partir de seus cotovelos. Dessa maneira você estará comprimindo a parte de cima do abdômen contra a parte de baixo dos pulmões para expulsar o ar restante que existe dentro deles, forçando a saída do objeto obstrutor. Verifique a boca da criança e, se o objeto for expelido, remova-o.

Publicação:
Abril 2004 - Edição: 20

Avaliar:(+ ) (- ) +-