.

X

Entre ou cadastre-se

Passeio >

Banho e Higiene >

Quarto e Enxoval >

Alimentação >

Roupas >

Saúde >

Brinquedos >

NOSSOS SERVIÇOS

Nossas Lojas >

Meus Pedidos >

Lista de Chá de Bebê >

Lista de Desejos >

Programa de Fidelidade >

Cartão Presente >

Fale Conosco >

 .
 .
Compartilhar com
 

Acabou de descobrir que está grávida? Saiba o que fazer

Enjoos frequentes, aumento de peso e seios sensíveis? Você pode estar grávida! Esta nova etapa da sua vida pode chegar de surpresa ou ser muito bem planejada, mas, de qualquer forma, ela vai trazer muita alegria para todos os anos seguintes.

Na maioria das vezes, as futuras mamães descobrem a gravidez com um simples teste de farmácia e, logo em seguida, muitas dúvidas começam a pipocar na cabeça de cada uma delas. A escolha do nome, a decoração do quarto, como contar para a família, o tipo de parto, a marca da fralda... Tudo é motivo de incertezas para as gestantes. No entanto, algumas coisas devem ser feitas mais cedo que outras e algumas não devem nunca ser feitas. Saiba agora tudo o que você precisa (e o que não precisa) fazer logo após o susto inicial para uma gravidez tranquila!

A mamãe deve

Procurar um médico

Inicialmente, será necessário de um exame de sangue para confirmar oficialmente a gravidez. Como os testes de farmácia não costumam errar, parabéns!

Comece a pesquisar por um médico no qual você confie e que vai atender as suas necessidades até o momento do nascimento do seu bebê. Por incrível que pareça, alguns médicos têm mais interesse no próprio bolso que nos pacientes. Para fugir destes, peça indicações para suas amigas e, se tiver convênio médico, analise suas opções. Não hesite em procurar outro especialista a qualquer momento da gravidez se não se sentir confortável com o profissional que escolheu.

Iniciar o pré-natal

Escolhido o médico que vai te atender durante o período, agende a primeira consulta. Ela é importante para que você possa tirar todas as suas dúvidas sobre o que esperar dos próximos meses, por isso, vá anotando tudo que quiser saber para perguntar na hora do encontro.

Normalmente, na consulta pré-natal, o médico mede a sua pressão arterial e verifica seus sinais vitais, mede a sua barriga com uma fita métrica, ausculta o coração do seu filho, faz você subir na balança para conferir o peso e indica alguns exames, como o ultrassom.

Tomar ácido fólico

A maioria dos médicos recomenda a ingestão do ácido fólico, mesmo antes da gravidez. Ele é capaz de prevenir deficiências congênitas do sistema nervoso da criança, ajuda no crescimento da placenta e ainda produz glóbulos vermelhos, que evitam a anemia. Você deve tomá-lo durante o primeiro trimestre da gravidez, a não ser que o seu médico permita que o uso continue.

Fique atenta a outras vitaminas que o médico pode receitar durante a gravidez, dependendo da necessidade para a mãe e para o filho.

Alimentar-se de forma saudável

Agora você também será responsável por sustentar mais um corpo e, quanto melhor for a sua alimentação, melhor será a alimentação do seu bebê. Você deve aumentar a ingestão de proteínas, vitaminas e ferro, mas nada daquele papo de comer por dois! Mantenha as quantidades equilibradas para não ultrapassar o limite de peso recomendado pelo médico.

Evite as carnes cruas e malpassadas, queijos feitos com leite não pasteurizado, fígado e miolos. Esses alimentos podem carregar organismos que afetam o desenvolvimento da criança.

Contar a novidade

Agora que já está certa sobre a gravidez, é hora de contar para todo mundo! Comece pelas pessoas mais próximas, como o pai do seu filho, sua família e as melhores amigas. Você pode inovar e pensar num anúncio diferente para cada um deles, como colocar o resultado do exame numa caixinha de presentes ou incluir um cadeirão na mesa do restaurante.

No trabalho, antes de avisar os colegas, converse primeiro com o seu chefe. As grávidas têm direitos especiais no ambiente corporativo, por isso, ele deve estar ciente da sua condição.

A mamãe não deve

Fumar e beber

O cigarro aumenta as chances de aborto espontâneo, de parto prematuro e de gerar um bebê abaixo do peso. Já o consumo de álcool é capaz de chegar à sua placenta, causando sequelas ao seu filho.

Imediatamente após descobrir a gravidez, abra mão destes vícios. Pode ser um bom incentivo para tirá-los de uma vez por todas de sua vida!

Tomar muita cafeína

Cafés, chás e refrigerantes e até alguns chocolates possuem muitos estimulantes que contribuem para o baixo peso do bebê, aborto e parto prematuro. O consumo deve ser reduzido ao máximo possível, mas duas xícaras pequenas por dia estão liberadas.

Ingerir qualquer medicamento

Não tome remédios sem antes perguntar para o seu médico se você está autorizada. Toda medicação tem efeitos colaterais e só um especialista pode estabelecer o risco e o beneficio para o bebê. Entretanto, não se preocupe, pois existem diversos remédios seguros para serem tomados durante a gravidez.

Aproveite a primeira consulta para tirar suas dúvidas sobre este assunto, assim como avisar ao médico sobre a ingestão de remédios de uso contínuo.

Usar certos produtos de beleza

Ainda não é consenso entre todos os médicos, mas alguns rituais de beleza devem ser evitados durante a gravidez. Escova progressiva, tintura, uso de cremes com ácido retinoico e depilação a laser só podem ser realizados depois de confirmar se os produtos são seguros para as gestantes.

Sair ao sol sem proteção

As alterações hormonais nas mulheres grávidas tendem a causar manchas no rosto e até mesmo na barriga – o melasma –, que geralmente somem após a gestação. A exposição ao sol sem a devida proteção pode torná-las permanentes. Passar protetor solar, usar chapéu e evitar o sol entre 10 e 16h vai ajudar a manter a pele bonita durante os nove meses.