22ª Semana Mundial da Amamentação

A 22ª Semana Mundial da Amamentação que se inicia hoje, dia 1º de agosto e vai até o dia 7 de agosto, tem o intuito de levar para as mulheres informações sobre os benefícios da amamentação, e é focada na sobrevivência, proteção e desenvolvimento da criança.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 38% das crianças do mundo com até seis meses de vida são amamentadas exclusivamente com o leite materno. O órgão garante que o aleitamento materno é a melhor fonte de nutrição para bebês e crianças e uma das melhores formas de garantir nutrição e sobrevivência.

A meta da OMS é que até 2025, 50% das crianças do mundo sejam amamentadas exclusivamente com o leite materno até os seis meses de vida. E é por essa meta que a
Semana Mundial da Amamentação foi criada, em 1992.

No Brasil, a Semana Mundial teve início em 1999 e é coordenada pelo Ministério da Saúde que tem a função de adaptar o tema no país.

A Semana Mundial da Amamentação acontece em 170 países e em cada ano adota um tema. Em 2013 o tema é: Apoio às Mães que Amamentam: Próximo, Contínuo e Oportuno.

Objetivos da 22ª Semana Mundial da Amamentação

O principal objetivo da Semana Mundial da Amamentação é incentivar o aconselhamento e o apoio às mães que amamentam, assim como o compartilhamento das experiências
das mulheres que já passaram por esse processo maravilhoso.

Veja os cinco principais objetivos da 22ª Semana Mundial da Amamentação:

Chamar atenção para a importância do aconselhamento para apoiar as mães e manter a amamentação.

Informar as pessoas sobre os benefícios do uso de habilidades de aconselhamento, e de unir esforços para expandir programas de aconselhamento as mães.

Incentivar os defensores da amamentação, independente da formação educacional, a serem envolvidos e capacitados para ajudar mães e bebês na amamentação.

Identificar os contatos na comunidade local de grupo de mulheres bem sucedidas em amamentação que possam oferecer apoio às mães que apresentem dificuldades logo após o nascimento da criança.

Incentivar governos e maternidades a implantarem ativamente os “Dez Passos Para o Sucesso do Aleitamento Materno”, em especial o “Passo 10”, para melhorar a frequência e duração da amamentação e as taxas de aleitamento materno exclusivo.

Fontes: http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/index.html

http://worldbreastfeedingweek.org/