A prática de esportes na infância

Antigamente as crianças eram bem mais ativas, soltavam pipas, brincavam de pega-pega, esconde-esconde, jogavam bola e se divertiam muito na rua. Hoje a situação mudou, quando não está na escola, está dentro de casa (provavelmente na TV ou no Videogame).

É fundamental nessa nova era tecnológica que os pais incentivem o hábito de praticar esportes na infância, isso traz diversos benefícios como: interação, sociabilidade, cooperação, autoestima e menor risco de obesidade.

Profissionais de educação física acreditam que crianças com dois anos de idade já podem praticar atividades, mas nessa faixa o exercício deve ser considerado como uma grande brincadeira. Somente a partir dos sete anos o esporte pode ser mais complexo e exigente, pois é quando os pequenos começam a adquirir maturidade psicomotora.

Na infância os esportes não devem exigir muito esforço físico. Um dos mais indicados é a natação, por diminuir os riscos de queda, além de dar maior autoconfiança, melhorar o quadro respiratório e auxiliar na construção do esquema corporal.

Os benefícios físicos e psicológicos são inúmeros, o esporte vai fortalecer os músculos e ossos da criança, desenvolvendo seu crescimento. Também ajuda na concentração, na coordenação motora, disciplina e respeito com as outras pessoas. Entretanto algumas modalidades proporcionam qualidades específicas, por exemplo as coletivas como o futebol, basquete e vôlei desenvolvem a cooperação. Já atividades individuais como judô e karatê trabalham o emocional. Por isso quanto mais esportes a garotada praticar melhor.

Mas atenção, os pais não podem pressionar os filhos com esportes que eles não tem interesse. E nem depositar neles frustrações passadas, querendo torná-los profissionais. A conversa e o estímulo são sempre as melhores opções.

Aproveite e visite nossa loja virtual da Alô Bebê, lá tem diversas novidades que estimulam a prática de esportes na infância.