A vida de Wanessa Camargo como mãe de José Marcus



Mãe de primeira viagem, Wanessa Camargo não esconde a empolgação ao falar do filho, José Marcus, de um ano, fruto do casamento com o empresário Marcus Buaiz. “Ele é uma criança iluminada”, derrete-se. A inexperiência na maternidade nunca assustou a cantora de 30 anos, pelo contrário, ela tem feito disso um aprendizado em sua vida, e a cada dia se surpreende mais com JM (como o garoto é chamado entre os fãs dela, que acompanham de perto sua vida pelas redes sociais). “Ele vai me ensinando como ele é”, conta.

Apesar do momento especial na vida pessoal, Wanessa Camargo não se esquece da carreira. Como a maioria das mulheres, se desdobra entre compromissos profissionais e os cuidados com o pequeno. E tem conseguido fazer isso muito bem! Tanto que está prestes a lançar, em abril, o seu segundo DVD, “DNA”, e já se prepara para enfrentar uma rotina de shows mundo a fora.

Em entrevista para a Revista Alô Bebê, Wanessa Camargo fala sobre os cuidados com o filho e revela que sua visão da vida mudou após se tornar mãe. Confira:

Alô Bebê: Você viajou recentemente para a Angola – ela se apresentou no festival “Sons do Atlântico”, no dia 2 de março – e em breve retorna à rotina de shows. Como é ficar longe do José Marcus?

Wanessa Camargo: É a pior coisa do mundo! Eu sofri mais em ter que deixá-lo agora do que quando fiz shows após a licença maternidade, em agosto do ano passado. Porque agora eu chego e ele fala: “mamãe, mamãe”. Até pelo telefone ele me chama.

Alô Bebê: Algumas cantoras levam os seus filhos, mesmo pequenos, para as viagens a trabalho. Você cogita fazer isso?

Wanessa Camargo: Não dá, ele tem a rotina dele, iria bagunçá-la. Eu só viajo de final de semana, durante a semana só se valer muito a pena ou for algo muito importante. Mas viagens longas, ficar uma semana longe dele é impossível. Me falaram que quando eu estiver mais velha vou até querer férias (risos), mas por enquanto prefiro ficar muito perto. Estou naquela fase grude, sabe?

Alô Bebê: Quando viaja ou está trabalhando o seu marido, Marcus Buaiz, ajuda a cuidar do José Marcus? Como vocês dividem isso?

Wanessa Camargo: Ele é um paizão. O final de semana inteiro quando estive na Angola passou junto com nosso filho, deixou até de viajar a trabalho. As avós do José Marcus não moram aqui em São Paulo, então tem que ter alguém da família como referência, apesar da babá ser um anjo. Mas pai é pai, né?

Alô Bebê: E o Marcus é tranquilo ou fica te ligando toda hora quando está com o José Marcus?

Wanessa Camargo: Nada, ele é supertranquilo! Eu que sou mais desesperada (risos). Ligo e falo: “você ligou o ar condicionado? Não liga, ele vai tossir”. Sou mais chata, ele é mais relaxado.

Alô Bebê: Como se define como mãe, rígida ou liberal?

Wanessa: Sou meio termo. Rígida com alimentação e com alguns outros hábitos. Sou aquela mãe que quer educar o filho para dividir as coisas dele, não ser violento, enfim, corrijo as coisas que acho errado. Mas por exemplo, se ele quiser um chocolate, vou deixar comer. Tem coisinhas assim que vou aprendendo e lidando. A parte boa é que ele é um menino muito fácil, uma criança tranquila, social, vai com todo mundo, brincalhão, dá risada o dia todo.

Alô Bebê: O que a maternidade mudou em sua vida?

Wanessa Camargo: Acredito que a visão geral de tudo, a gente se torna muito mais consciente do mundo, se preocupa mais, se dói mais com os fatos e com os outros. Apesar de achar que sempre fui generosa, vejo que isso hoje triplicou, pelo fato de querer que meu filho viva em um mundo melhor.

Alô Bebê: Você pensa em dar um irmãozinho ao José Marcus?

Wanessa Camargo: Penso e quero, mas preciso trabalhar no meu DVD agora. Voltei ao batente com divulgação e turnê. Pretendo levar esse show para todo o Brasil, com aquela estrutura da gravação do DVD, que não é fácil. Esse é o meu plano de carreira esse ano.