Bebê real nasce de parto normal

O bebê mais aguardado pelos ingleses nasceu no dia 22 de julho e matou a curiosidade de toda uma nação. Após 11 horas em trabalho de parto, a duquesa Kate Middleton deu à luz a um menino de parto normal, em um hospital londrino. George Alexander Louis nasceu saudável e já foi apresentado para todo o mundo, pelos pais.

Nascer de parto normal é muito comum no Reino Unido. De acordo com pesquisas, apenas um quarto dos nascimentos são feitos através de cesariana. O parto normal é considerado menos doloroso para a mulher e estabelece mais rápido o vínculo entre mãe e filho.

Além disso, na hora do parto a mulher produz hormônios que fazem com que o corpo dela se prepare mais rapidamente para a amamentação.

Já no Brasil a coisa é bem diferente. Pela grande incidência de planos de saúde, cerca de 80% dos nascimentos que ocorrem na rede particular são de cesárea, pois é mais cômodo para o médico, pela remuneração, pela data já marcada e pela cirurgia não demorar muito, como o parto normal.

Segundo o Ministério da Saúde, até no SUS a incidência de cesárea vem aumentando, são 36,8% do total dos nascimentos. A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que apenas 15% dos partos sejam de cesárea.

A cesária é recomendada para casos em que haja risco à vida do bebê, como por exemplo se a mãe tiver hipertensão ou diabetes. Além disso, quando não há indicação médica para a cirurgia, a antecipação do parto juntamente com a falta de precisão do cálculo da gestação podem contribuir para a incidência de bebês prematuros, pois eles nascem abaixo do peso e no limite de prematuridade.

Antes de decidir como dar à luz, converse com seu médico sobre suas condições e qual a melhor opção: parto normal ou cesariana.