Cuidados básicos com a alimentação das crianças

Alimentos frescos são importantes para uma boa alimentação. O cuidado para que a comida não embolore nem se estrague reduz os desperdícios. Medidas para evitar que os alimentos se contaminem com bactérias tóxicas também reduzem as perdas e as doenças. Micróbios de alimentos deteriorados, tais como bactérias e fungos, além de provocar a redução do valor nutritivo podem causar doenças.

Os sintomas de intoxicação alimentar normalmente incluem náuseas, vômitos, dores abdominais, diarreia e febre, apesar de todos esses sintomas não ocorrerem em todos os casos. Os sintomas variam conforme a causa. Começam normalmente entre 1 e 36 horas após a ingestão do alimento e podem durar alguns dias.

O risco de intoxicação alimentar e as perdas por alimentos contaminados podem ser muito reduzidos observando-se algumas regras básicas. Estas regras deverão ser utilizadas na eliminação das bactérias e fungos, impedindo seu crescimento em número e sua disseminação por toque. É preciso segui-las em todas as fases de preparação dos alimentos, armazenamento, venda e consumo, pois previnem a deterioração dos alimentos e o desperdício.

Adequado Acondicionamento e Manuseamento dos Alimentos:

A fim de garantir alimentos adequados à alimentação, é importante observar as seguintes regras:

  • Mantenha os recipientes e locais limpos, secos e arejados.
  • Não armazene os alimentos em recipientes que foram utilizados para outros propósitos.
  • É importante não armazenar alimentos em recipientes previamente utilizados com produtos químicos.

Durante o armazenamento, mantenha os alimentos cobertos e à distância de produtos químicos como inseticidas e detergentes. Antes de preparar a comida, certifique-se de que os locais onde os alimentos são preparados, bem como todos os frascos, panelas e instrumentos (como facas, garfos e colheres) estejam limpos. Após a preparação devem ser lavados de novo.

Lave muito bem as frutas e os vegetais em água corrente antes de prepará-los para o cozimento; se forem consumidos de imediato, sobretudo, é indispensável lavá-los em água limpa. Quando for lavar recipientes, frascos, panelas e utensílios como facas, garfos e colheres, use, sempre que possível, água quente com sabão ou detergente, e depois enxágue em água limpa. Use várias águas para lavar e enxaguar. Investigue e certifique-se de que a água utilizada para cozinhar e lavar provém de uma fonte de água fresca e segura.

Para prevenir problemas com os alimentos, é muito importante:

  • Lave bem as mãos com sabão e água limpa antes de preparar ou de comer os alimentos.
  • Para garantir a higiene na alimentação, durante a preparação, evite tossir ou espirrar perto dos alimentos ou tocar em qualquer coisa que possa estar suja.
  • Quem está doente ou tem feridas nas mãos deve evitar tocar nos alimentos; se não puder deixar de cozinhar, deve tomar cuidados especiais de limpeza.
  • Manter insetos, animais, pássaros, poeiras e fumo também garante a higiene na alimentação.
  • Mesmo em ambientes limpos os alimentos deterioram-se, pois contêm sempre bactérias que aumentam em número ao longo do tempo, o que pode provocar a perda dos alimentos ou mesmo doenças.
  • Quando os alimentos possuem etiquetas, deve-se sempre ler as instruções sobre seu armazenamento.
  • Não conserve os alimentos por muito tempo. Jogue-os fora se tiverem má aparência ou mau cheiro.
  • Não guarde restos de comida, para que as bactérias não passem à comida que será preparada.

Carne crua, aves e peixe exigem cuidados especiais, uma vez que possuem sempre bactérias em sua superfície. Uma preparação adequada eliminará essas bactérias e tornará esses alimentos mais seguros. É importante não deixar carne crua, aves e peixes contaminarem alimentos já cozidos ou que serão consumidos crus. Para evitar isso, é importante seguir estas regras:

  • As pessoas que manuseiam alimentos crus devem lavar bem as mãos e os objetos que vão utilizar, bem como as superfícies a utilizar, antes de manuseá-los.
  • A comida crua deve ser guardada separadamente da comida cozida e dos alimentos que serão consumidos crus.
  • Manter a comida fresca retarda o desenvolvimento das bactérias.
  • Todos os alimentos perecíveis, especialmente carnes, aves e peixes, devem ser guardados em local fresco, até o momento de serem preparados ou consumidos.

Manutenção dos alimentos e temperatura adequada

A preparação adequada dos alimentos elimina em grande parte o desenvolvimento de bactérias. Mantê-los suficientemente aquecidos depois de cozidos evita o aparecimento delas. Carne ou pratos à base de carne devem ser bem cozidos. Se a carne ou a ave ainda estiverem vermelhas por dentro, ou se os molhos ainda contêm sangue, é porque não estão bem cozidos e podem conter ainda germes prejudiciais. Deve-se cozinhar os alimentos em água fervente, e mantê-los em temperatura elevada até a destruição das bactérias.

Sempre que possível, o alimento deve ser consumido após cozido. Se for consumido cru ou frio, isso deve ser feito assim que for retirado do local fresco onde estava guardado. Se não se for consumir o alimento imediatamente, ele tanto pode permanecer quente como ser resfriado e depois guardado em local fresco. Os alimentos não devem ficar mornos ou à temperatura ambiente, pois essas temperaturas são ideais para o desenvolvimento de bactérias.

O melhor local para guardar alimentos é um frigorífico ou um congelador. Caso não existam, devem ser armazenados num local o mais fresco possível. Mas lembre-se: a comida se estraga mais devagar em locais mais frios.

Cuidado com as crianças

As crianças saudáveis e bem alimentadas não são normalmente prejudicadas pela maioria das bactérias que estão em contato com elas ao longo da sua vida. Contudo, a ingestão de comida contaminada, ou inadequada, pode provocar rapidamente o aparecimento de doenças.

Se as crianças estão desnutridas ou enfraquecidas por outros motivos, e têm uma resistência baixa, ficam expostas a um risco maior de se contaminarem e contraírem doenças causadas por bactérias. Ingerir comida inadequada pode rapidamente causar sérios problemas. Por isso, deve-se tomar maior cuidado com a alimentação das crianças desnutridas e doentes.

As crianças pequenas gostam de colocar coisas na boca. Ensine a não fazer isso com objetos perigosos. Elas devem aprender a manusear os alimentos de uma forma higiênica e adequada e devem ser incentivadas a terem bons hábitos. Este tipo de ensinamento deve ser repetido várias vezes.

É essencial a utilização de água limpa para a preparação de leite artificial e alimentos para o desmame. A fervura da água utilizada com esse propósito, bem como a verificação da limpeza de todos os utensílios, reduz em muito o risco de contrair doenças.