Cuidados com as crianças no verão

Durante o verão é preciso muito cuidado com as crianças. Os pais devem estar atentos para evitar o esgotamento provocado pelo calor.

A transpiração e a irradiação de calor através da pele mantêm o corpo fresco em condições normais. Contudo, quando há excesso de calor e a criança está brincando ou jogando, o sistema de resfriamento do corpo pode começar a falhar. Isto provocará suor que, se excessivo, poderá desidratá-la. Os sintomas disso são tonturas, fraquezas e náuseas.

Caso se apresente quaisquer deles, ela precisará de descanso, protegida do sol e da temperatura alta. Mas algumas medidas de precaução devem evitar isso:

1. Vista-a com roupas leves.

2. Não a mantenha dentro de automóveis expostos ao sol.

3. Hidrate-a constantemente com sucos e água, sobretudo se ela estiver brincando ou jogando.

4. Evite as horas mais quentes do dia, retirando-a do sol e trazendo-a para a sombra ou para um ambiente ventilado.

5. Sempre que possível, use mangueira ou chuveiro para refrescá-la.

6. Se ela estiver com náuseas, leve-a a um ambiente fresco e, além dos líquidos, dê-lhe um banho frio ou utilize ventilador e ar-condicionado.

Procure um médico quando

A criança apresentar qualquer um destes sintomas: dor de cabeça, fraqueza, desorientação, confusão ou agitação, letargia, coma ou convulsões e febre de 38º ou mais.

Picadas de insetos

Mosquitos e moscas sabem ser desagradáveis em acampamentos ou em qualquer passeio nos meses do verão. As aranhas são inofensivas, com algumas exceções. Assim sendo, um inseto não-venenoso não traz maiores preocupações aos pais. Eis alguns conselhos sobre como aliviar a dor e a coceira provocadas pelas picadas:

1. O local da mordida de aranha, mosquito ou qualquer outro inseto deve ser bem lavado com água e sabão. É bom fazer isso duas ou três vezes ao dia até que a pele esteja sã.

2. Pode-se esfregar uma pomada ou creme antibiótico.

3. Gelo no local (não diretamente sobre a pele) ou compressas frias aliviam a dor.

4. Caso a dor persista, deve-se tratá-la com paracetamol nas doses corretas.

Prevenção

1. São encontrados no comércio repelentes para crianças menores de 2 anos.

2. Devem-se alertar as crianças para que não toquem nas aranhas nem nas teias.

3. Sapatos e roupas devem ser cuidadosamente armazenados.

4. Os pais temem utilizar repelente nos filhos. De fato, nos menores de dois anos devem ser usados somente produtos específicos. Nos maiores não há motivo para não usar, desde que usado somente nas partes descobertas do corpo da criança. Tais produtos repelem com eficiência abelhas, mosquitos, vespas e moscas.

Procure um médico quando

As picadas de aranhas normalmente não têm grandes consequências, mas, na dúvida, ela deve ser imediatamente levada ao médico. Sobretudo nos seguintes casos: Quando se forma uma coloração azulada ao redor da picada, depois um arco esbranquiçado e mais um roxo, isso indica que a picada foi de uma aranha venenosa; rigidez, contraturas, espasmos musculares e dores abdominais são sintomas graves; febre, enxaqueca, mal-estar, dores musculares e urina sanguinolenta também são sinais de perigo; mordidas de escorpião são muito graves em crianças até 10 anos.