Descubra porque atividade física na infância é essencial

Atividade física

As crianças estão sempre correndo, pulando e se mexendo, deixando a mamãe surpresa com tanta agitação.

No entanto, nada de reprimir esse comportamento! Pelo contrário, você deve é incentivar, pois os exercícios físicos durante a infância são muito importantes para os pequenos.

Além de ser extremamente benéfica para saúde, a atividade física ajuda a aprimorar o cérebro e desenvolver habilidades nas crianças.

Quando o organismo não se acostuma com os exercícios ainda na infância, o seu filho pode sofrer desde cedo, e manter as mesmas condições por toda a fase adulta.

Para estimular as crianças, além de não repreender os comportamentos mais agitados, os pais precisam dar o exemplo. Se nem a mamãe nem o papai praticam exercícios, o pequeno também tende a não sair do sofá.

Por isso, se você corre, leve o pequeno para ser da torcida em algumas provas; se o seu companheiro faz ioga, leve o seu filho às aulas para praticar também, associando os exercícios a momentos positivos da vida da criança.

Além da prática, outra atitude muito simples pode incentivar o interesse das crianças: levar os exercícios para dentro da sua casa.

Assistir a jogos de futebol, dar de presente uma bola de basquete e conversar sobre o assunto é uma boa forma de apresentar esse mundo para os pequenos, auxiliando-os a tomar gosto pela realização dos exercícios.

Para incentivar ainda mais, é importante que você leve o seu filho para conhecer outras opções de atividades físicas.

Se ele não gostou do vôlei, que tal tentar a natação? Se enjoou da natação, é hora da ginástica olímpica! Com o tempo, o seu pequeno descobrirá o próprio potencial para usar suas habilidades de maneira mais assertiva.

Lembre-se que o seu filho não precisa apenas esportes para se exercitar. Qualquer atividade física que faça o coraçãozinho bater mais rápido, como a tradicional brincadeira de pega-pega, já é bem-vinda.

Se ele já se movimenta bastante fora de casa e nas aulas de educação física, você não precisa nem fazer a matrícula nas aulas esportivas.

Por outro lado, ele não pode ficar só nos esportes, pois as brincadeiras também são essenciais para o desenvolvimento infantil.

Agora que você já sabe como incentivar as crianças, a Alô Bebê preparou alguns motivos para fazer isso imediatamente:

Evita a obesidade

O efeito mais óbvio das atividades físicas é justamente esse. O acúmulo de gordura é causado quando a ingestão de calorias na alimentação é maior do que o valor utilizado para que o pequeno realize as atividades do dia a dia, como acontece com as crianças sedentárias que comem salgadinhos, chocolate e bolachas sem moderação e ficam o dia todo na frente da TV.

A obesidade pode desencadear outros problemas de saúde nos pequenos, como diabetes e doenças cardiovasculares. Além disso, o risco de ser obeso e desenvolver outras doenças na idade adulta aumenta.

Melhora a imunidade

Em longo prazo, movimentar-se torna o organismo mais saudável, pois o sistema imunológico se fortalece.

Isso não quer dizer que a prática será capaz de curar o seu filho de doenças, mas o deixará menos suscetível a adoecer e, se isso acontecer, vai ajudá-lo a melhorar mais rapidamente.

Esse efeito natural ocorre porque os exercícios promovem o aumento dos linfócitos do corpo, que atuam na destruição de células tumorais ou infectadas por vírus.

Ameniza doenças respiratórias

Natação

Você já deve ter ouvido falar que, se o seu filho tem asma, ele deve praticar natação, certo?! Exercícios aquáticos são ótimos para todas as crianças, mas para aquelas que sofrem com problemas respiratórios, eles são ainda melhores.

Essa modalidade aumenta a capacidade pulmonar e favorece o diafragma dos pequenos, tornando a respiração muito melhor. A atividade pode ser praticada até mesmo pelos bebês, desde que o pediatra dê autorização.

Fortalece os ossos

Na infância, os ossos ainda estão em desenvolvimento e os exercícios que não envolvem muita intensidade ou alto impacto vão auxiliar na fixação do cálcio e no desenvolvimento das células ósseas.

Se o pequeno puder brincar ou praticar ao ar livre, no início da manhã ou no fim da tarde, a luz do sol fornecerá vitamina D, que ajuda a fixar o cálcio.

As meninas são as mais favorecidas, pois a boa fixação de cálcio reduz o risco de osteoporose na menopausa.

Desenvolve habilidades motoras

O pequeno com certeza já sabe como correr e saltar, mas, com a prática de exercícios, ele aprenderá e terá o controle dos movimentos como agarrar, arremessar e chutar, da coordenação motora e do equilíbrio.

Seu filho também poderá desenvolver noções de espaço e tempo, descobrir qual lado do corpo é o predominante e melhorar a manipulação motora fina (ou seja, a precisão de movimentos necessária para amarrar os sapatos, jogar dardos e tocar piano, por exemplo).

Aprimora habilidades sociais

Atividades físicas influenciam na forma como o pequeno se relaciona com os outros, pois ele vai precisar trabalhar em equipe, se colocar no lugar do colega, fazer amigos, lidar com as diferenças e muitas outras experiências que vão desenvolver as suas habilidades sociais.

A atuação de pais e treinadores é essencial para orientar o pequeno se ele apresentar comportamentos que possam dificultar o relacionamento, como fazer bullying com o colega.

Ensina a lidar com as emoções

Seu filho terá que aprender a melhor forma de lidar com as próprias emoções. Um dia, o time vai perder o jogo e ele ficará triste, em outro, eles vencerão e a criança ficará muito eufórica, depois, ele vai errar o gol e se sentir frustrado, o treinador muda e ele fica com saudades, ele aprende a se superar e faz um movimento que antes não conseguia...

As atividades físicas proporcionam diferentes oportunidades para o pequeno administrar, sozinho ou com auxílio dos responsáveis, suas emoções mais sinceras e intensas.