Estética na Gravidez


O grande aumento do abdome na gravidez pede cuidados especiais para evitar as indesejáveis estrias, problema pelo qual todas as mulheres temem passar.

As estrias são caracterizadas como "quebras" no tecido de gordura da pele, devido ao estiramento exagerado da pele, que não é acompanhado pelo crescimento das fibras elásticas. Elas têm um aspecto avermelhado no início, devido ao processo inflamatório, e depois cicatrizam, ficando esbranquiçadas.

É possível sentir esse aspecto de "quebra" ao se palpar as estrias com os dedos. Na gravidez, elas aparecem principalmente no abdome, coxas, glúteos e mamas.

O surgimento das estrias depende de uma tendência pessoal. Algumas pessoas as desenvolvem mesmo com pouca distensão da pele e outras não desenvolvem nenhuma estria em nenhum lugar.

Para evitar esse problema, o ideal é realizar hidratação intensa da pele com cremes e loções hidratantes, e com a ingestão de bastante água. Deve-se beber pelo menos 8 copos grandes de água por dia (2 litros). É muito importante também evitar engordar demais e rapidamente na gravidez! Esse é o principal fator causador das estrias.

Você pode, uma vez por semana, usar cremes esfoliantes leves, para eliminar células mortas e ajudar na renovação e hidratação da pele. Existe um tipo de esfoliante para o corpo e um para o rosto, e procure usar o adequado para cada região, pois a esfoliação do rosto deve ser mais leve que a do corpo.

Pelo menos duas vezes ao dia, use cremes que contenham ureia, vitamina E, lanolina e óleos em sua formulação, orientados pelo obstetra ou dermatologista, que podem ser comprados ou manipulados. Não adianta só usar óleos. Não use hidratantes nos mamilos.

Nos mamilos, faça exercícios orientada pelo obstetra. É importante deixar de lado os banhos de sol para evitar manchas na pele, que na gravidez aparecem mais, devido à estimulação dos hormônios na pigmentação da pele. Ao sair durante o dia, passe sempre filtro solar com fator de proteção 15 ou mais.

Procure eliminar doces e gorduras da dieta. Pratique exercícios físicos regularmente, pois isso também ajuda muito na tonificação e elasticidade da pele. Os exercícios permitidos na gravidez são os mais leves, que aplicam pouca tensão no abdome, como a caminhada e a hidroginástica.

A mulher que pratica exercícios durante a gestação também fica mais preparada para o parto, sofre menos com inchaços e dores lombares e recupera a boa forma mais rápido. Intercale os alongamentos entre as suas atividades físicas para ajudar ainda mais.

Se você faz musculação, procure um profissional de educação física para adequar o peso ao seu estado de gravidez, mas o exercício com pesos não devem mais ser feitos depois da metade da gestação. Depois do parto, é indicado voltar a exercitar-se depois de 40 dias do parto normal, e de 60 dias do parto cesárea.

A drenagem linfática é o tratamento estético mais indicado para a gestante. É uma massagem suave e lenta, que ajuda na drenagem do líquido e edema retido no corpo, diminuindo os inchaços. Ela deve ser feita por fisioterapeuta ou médico habilitado. O profissional pressiona e desliza a mão por todo o corpo, levemente, direcionando o excesso de líquido para os gânglios linfáticos na virilha e na axila.

Esse líquido é levado para a circulação sanguínea e eliminado na urina, por isso é normal urinar mais após a massagem. Pode ser feita por uma ou duas vezes na semanas até o final da gravidez. O resultado pode ser sentido logo após a sessão, com uma sensação de diminuição de edema. Sentindo algum desconforto durante a massagem, que dura em média uma hora, informe ao terapeuta e ao seu médico.

Consulte seu médico para mais orientações.

Dra. Rosana Seleri Fontes
Ginecologia e Obstetrícia - Acupuntura