Semana de aleitamento materno: tudo o que você precisa saber

semana mundial do aleitamento materno

Tema tão importante, o aleitamento materno ganhou uma semana especial de atenção em todo o mundo.

Com o objetivo de promover a amamentação infantil, mamães e futuras mamães precisam ficar de olho nas discussões e aprender cada vez mais para que seus pequenos sejam beneficiados.

Neste ano, a semana que vai de 1º a 7 de agosto tem como tema central a construção de alianças para proteger o aleitamento materno, pelo bem comum, todos juntos, sem conflitos de interesses.

No Brasil, o tema foi adaptado para "Amamentar. Ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você", uma linguagem atual que remete a assuntos que estão cada vez mais sendo divulgados no país.

Metas da semana de aleitamento materno

semana mundial do aleitamento materno

Os objetivos são buscar o apoio dos governos e diversos setores da sociedade para promover, proteger e apoiar a amamentação; construir alianças para fortalecer as políticas e programas de aleitamento materno e alimentação infantil.

Desenvolver ações que fortalecem práticas adequadas de alimentação infantil. A promoção, proteção e apoio da amamentação são os três pilares fundamentais para aumentar e consolidar as taxas de aleitamento materno em todos os países que participam dessa iniciativa.

A Semana Mundial de Aleitamento Materno está em sua 25ª edição. Ela é uma iniciativa da Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (WABA), um órgão consultivo criado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

No Brasil, é coordenada pelo Ministério da Saúde em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), e ocorre simultaneamente em outros 150 países.

O envolvimento de entidades tão relevantes só mostra que o aleitamento materno é um fator de atenção no cenário mundial.

Ele é um direito de mães e crianças, independente de raça, credo ou nacionalidade, inclusive para você e o seu bebê.

No Brasil, ao longo desses 25 anos, a Semana Mundial de Aleitamento Materno já tocou em pontos sensíveis relacionados a esse direito, como o trabalho da mulher lactante, o suporte psicológico e a alimentação saudável.

Entre os famosos que já apoiaram a causa, estão o apresentador Serginho Groisman, a atriz Juliana Paes e a cantora Cláudia Leitte.

Além da divulgação dos materiais da campanha, você poderá fazer parte dela ao se informar com as diversas notícias que serão publicadas ao longo dessa semana e participar de eventos organizados por entidades parceiras em diversas cidades do Brasil, como a Hora do Mamaço. Não deixe de participar, se engajar e compartilhar tudo o que você puder sobre esse assunto que faz a diferença na vida de mães e filhos.

Importância do aleitamento materno

semana mundial do aleitamento materno

Com certeza você já sabe da importância de alimentar o seu filho exclusivamente com o leite materno pelo menos até o sexto mês de vida. No entanto, é bom relembrar e aprender sempre mais sobre esse direito:

- A amamentação é uma forma natural e de baixo custo de alimentar os pequenos. É acessível para todos e muito mais econômica do que a alimentação com fórmulas, contribuindo para a redução da pobreza.

- Além de fornecer nutrientes de alta qualidade e energia adequada, a amamentação auxilia a prevenir a fome, a desnutrição e a obesidade infantis.

- Amamentar melhora significativamente a saúde, o desenvolvimento e a sobrevivência das crianças. O ato também contribui para melhorar a saúde e o bem-estar das mães, tanto a curto como a longo prazo.

- A amamentação e a posterior alimentação complementar de qualidade contribuem para o desenvolvimento mental e cognitivo dos pequenos, facilitando a aprendizagem.

- Oferecer o leite materno ao bebê é um direito das mulheres e elas devem ser apoiadas pela sociedade para amamentar onde e quando quiserem. Essa experiência é muito positiva para a mamãe, pois assim ela controla a forma como cuida do pequeno.

- A amamentação fornece toda a água que um bebê precisa, mesmo nos dias mais quentes, sem a necessidade de possuir acesso à água limpa, higiene e saneamento básico, como é o caso das fórmulas.

- Esse ato implica na geração de menos energia, água, combustíveis e resíduos, contribuindo para a preservação do meio ambiente e dos recursos naturais que serão importantes para o seu filho no futuro.

- Mamães que têm apoio de seu trabalho para amamentar são mais produtivas e leais. As condições de trabalho para as mulheres trabalhadoras devem atender às necessidades das mamães.

Agora que você já sabe o que é a Semana Mundial do Aleitamento Materno, aproveite para entender o que são as rachaduras e fissuras nos seios!