Ser pai todos os dias


 

"Estou grávida". Ao ouvir isso começa uma das etapas mais importantes da vida do homem, senão a mais. Neste momento, o antes apenas filho começa a preparar-se para desempenhar a função mais privilegiada dos homens: ser pai. Não importa a idade, credo, etnia, se é biológico ou de coração, se é cedo ou tarde - todo homem sonha um dia viver o momento de ser pai. E quando vive, sempre descreve como mágico. E não é pra menos. Afinal, quem é que consegue olhar para aquele bebê indefeso, lindo e totalmente dependente de cuidados e não se derreter de amor? Ninguém, muito menos eles, os pais.

Durante muito tempo os pais foram tidos como coadjuvantes na criação dos filhos, deixando a parte da educação e afazeres práticos por conta das mães. Mas, o que é possível perceber cada vez mais é que esta concepção tem sido muito diferente nos dias atuais. Basta abrir uma revista de celebridades ou de comportamento e perceber como os pais estão presentes na vida de seus filhos, orientando quanto a rotinas do dia a dia ou apenas em atitudes cotidianas, como levá-los à escola.

O analista de sistemas, João Daniel, 41 anos, estava tão ansioso quanto a esposa por saber a resposta da inseminação artificial que fizeram. Casados há 15 anos, o casal ansiava pelo bebê, que não tardava em vir. "A boa notícia era mais do que esperada. Foi uma das melhores sensações que tive na vida até aquele momento".

Hoje, o Henrique, já com 4 anos, é a grande alegria de Daniel, que faz questão de passar o maior tempo possível ao seu lado. "Chegar em casa depois de um dia comum e o vir correndo para me receber com a maior festa me faz sentir como se eu fosse um jogador da seleção brasileira que faz o gol contra a Argentina no último minuto do jogo", brinca o pai coruja. Por conta desta participação ativa na vida da prole, a comemoração do dia dos pais é ainda mais importante.

O publicitário Fábio Leirson, 24 anos, sabe bem o que é isso. Pai pela primeira vez aos 22 anos, e ainda por cima de um casal de gêmeos, Leirson lembra com alegria do primeiro dia dos pais que passou com as crianças: "Foi o máximo saber que era o meu dia, isso porque eles só estavam com 7 meses. Este ano foi melhor ainda, porque eles já falam, beijam e abraçam.", derrete-se o pai de Érika e Gustavo, de 1 ano e 7 meses.

Esta relação de amizade e companheirismo de pais com seus filhos estreita ainda mais o elo de amor que os une. A presença do pai possibilita ao filho manter uma profunda conexão com a figura masculina que ele forma dentro de si, seja menina ou menino. 

O pai é um modelo para todas as relações e para o desenvolvimento do filho, um referencial masculino que ele usará para o resto da vida. Exemplo disso são aqueles pais de filhos adolescentes que se vêm fazendo ou falando coisas que seus pais falavam para eles na juventude e que eles detestavam. O escritor e cronista Mario Prata, 58 anos, pai de três jovens: Antonio (26), Maria (25) e Pedro (21), já se viu numa situação desta e é categórico em sua resposta: "quando percebo, reajo logo".

Mais do que estabelecer rótulos e delegar tarefas, é importante que os filhos tenham consciência de que pai e mãe ocupam posição de destaque em suas vidas. E que o amor que os une é, com certeza, incondicional, fazendo com que o dia dos pais seja cada um daqueles em que ambos riem, chorem e continuem vivendo suas vidas, juntos.