Taís Araújo no papel de super mãe

 

Taís Araújo faz parte do time de mamães de primeira viagem. Aos 32 anos, a atriz deu à luz seu primeiro filho, João Vicente, no dia 18 de junho do ano passado. O menino é fruto de seu casamento com o ator Lázaro Ramos. A chegada do bebê, nascido no Rio de Janeiro, mostrou o quanto os papais são queridos no meio em que trabalham. Além dos familiares, amigos como Wagner Moura, Vladimir Brichta, Adriana Esteves e Carolina Dieckmann conheceram o garoto ainda na maternidade e foram ao aniversário de um ano.

Durante a gravidez, Taís trabalhou firme. Até o fim de março, ela atuou – ao lado das atrizes Carolina Ferraz, Ivone Hoffmann e Arlete Salles – no espetáculo teatral “Amores, Perdas e Meus Vestidos” (versão brasileira do americano “Love, Loss and what I were”), encenado na capital fluminense. Lázaro, que estava envolvido com as gravações da novela “Insensato Coração”, em que viveu o mulherengo André Gurgel, acompanhou de perto a chegada do primeiro filho e teve alguns dias de folga após o nascimento do bebê.

Antes mesmo de Jovi – apelido carinhoso dado pelos pais – completar um ano a mamãe famosa voltou a brilhar nas telinhas como a famosa empreguete Maria da Penha, na novela “Cheias de Charme”, da Rede Globo, que terminou em setembro. Agora, ela é só amor ao seu pequeno.

Alô Bebê: Ser mãe era um antigo desejo seu. Como está sendo a experiência?

Taís Araújo: Posso ficar horas falando dele, sou mãe, né? O João Vicente é muito risonho, uma criança feliz. Quando olho para ele, a vontade que tenho é de ficar grudada. Maternidade é uma bênção, cada dia uma descoberta. Estou me sentindo mais completa. Acho que é a melhor sensação do mundo. Um amor que cresce diariamente.

Alô Bebê: Você recuperou rapidamente a boa forma física, não acha?

Taís Araújo: Tenho me alimentado de maneira saudável. Estou comendo bem. Acho que não quero nem saber quanto estou pesando. Ao longo da gravidez, engordei 15 quilos. A minha sorte é que meus braços são finos. Voltei aos poucos para meu peso ideal.

Alô Bebê: E você arrisca um palpite sobre a semelhança física do seu filho? Acredita que ele seja mais parecido com você ou com o Lázaro?

Taís Araújo: No começo, eu dizia que ele era muito parecido com o Lázaro, mas agora ele está uma mistura. Acho que os olhos são do Lázaro, já a boca e o queixo são meus.

Alô Bebê: Como ele se sai no papel de pai?

Taís Araújo: Ah, ele é um paizão. Um verdadeiro paizão. Ele troca o João Vicente, dá banho, brinca, passeia. O Lázaro ajuda bastante.

Alô Bebê: Você fez algum cursinho preparatório para mamães de primeira viagem ou aprendeu no dia a dia?

Taís Araújo: Foi tudo na prática. Não fiz curso algum. Acho que ele é uma criança muito fácil de cuidar. Eu fico preocupada com a educação dele, por isso me informo e busco as melhores soluções para instruí-lo. A minha preparação foi pensar que as dificuldades apareceriam e eu aprenderia a lidar com cada uma delas.

Alô Bebê: E você tem vontade e planos de ter mais filhos?

Taís Araújo: Claro, tenho vontade, sim. Eu quero criá-los juntos. Eu e minha irmã temos uma diferença de idade de seis anos. Queria ter filhos com idades mais próximas. Hoje em dia não faz diferença, mas, no passado, já fez.

Alô Bebê: Vocês têm uma relação muito boa, não é? É verdade que ela é a madrinha do seu filho?

Taís Araújo: Sim, a Claudia é madrinha do João. Eu também sou madrinha dos filhos dela. Minha irmã é médica e veio de Brasília, onde mora atualmente, para acompanhar meu parto.