Vamos trocar a roupa do bebê?

Algumas dicas práticas para manter seu bebê limpo, cheiroso e feliz. Antes de qualquer coisa, providencie: água morna, algodão, pomadas, cremes, fraldas limpas, brinquedos e um local seguro e confortável. Atenção para os conselhos de especialistas:

  • Use roupas fáceis de trocar; as muito incrementadas são bonitas,  mas pouco práticas.
  • Lembre-se: qualquer talco ou loção pode causar alergias e erupções.
  • Não se apresse, pois isso poderá assustá-lo.
  • Distraia-o um pouco com os brinquedos, o que fará com que ele se sinta à vontade e lhe facilitará a tarefa.
  • Use óleo de camomila ou de uva para evitar assaduras (encontrados em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação).
  • Utilize água morna para limpá-lo (não contém substâncias químicas que causam alergias).
  • Para evitar regurgitação durante a troca, mantenha sua cabeça apoiada num travesseiro.
  • Troque-o sobre um móvel macio (de preferência, forrado com espuma).
  • Sempre que possível, deixe-o sem fraldas.
  • Aproveite a oportunidade para observar se o bebê apresenta irritações ou ferimentos; por exemplo, se a pele do bebê apresenta algum sinal de sensibilidade às fraldas descartáveis; caso positivo, alterne seu uso com as de pano.
  • Abra bem a gola da camiseta para permitir a passagem da cabecinha do bebê, mantendo esta apoiada.
  • Enrole bem as mangas antes de passar os bracinhos; ao passá-los, deslize a mão do bebê junto com a sua.
  • Para vestir-lhe o macacão, arregace suas mangas e enfie os bracinhos, virando o bebê de lado para cada um deles, e tomando sempre o cuidado de não puxá-los pelos punhos.
  • Para ajeitar a roupa nas costas, erga-o um pouco; ao fechar os botões, preste bem atenção para não machucá-lo.