Virgínia Nowicki - mãe de Gabriel

 

Aos 40 anos, Virgínia Nowicki está em uma nova fase da vida e curtindo cada momento. Mãe de Gabriel, nascido há poucos meses, Virgínia Nowicki continua com o mesmo carisma que firmou sua imagem na mídia e leva uma vida tranquila, focada nos princípios da saúde e bem-estar, descobertos em viagem à Índia. Em entrevista à Alô Bebê, ela falou sobre o nascimento do Gabriel, o prazer de ser mãe após cinco anos de tentativas, a elaboração de seu livro "Energize-se" e a paixão pelo trabalho na televisão, que pretende retomar ainda este ano.

Alô Bebê - Há mais de 15 anos você apareceu na TV pela primeira vez como garota propaganda. Depois disso, sua carreira decolou e você já fez novela, é apresentadora de TV e acaba de lançar um livro. Quando olha para trás e vê tudo o que fez, qual a sensação que você tem? Como você enxerga sua carreira hoje?

Virgínia Nowicki - Hoje me sinto mais madura. Maturidade é tudo para saber quem você é e o que quer da vida. Acho legal ter tido oportunidade de atuar em tantas frentes, embora minha formação seja de artes cênicas. Fui repórter do Vídeo Show, Você Decide, entrei por esse lado jornalístico, mas meu foco mesmo é o trabalho de apresentadora. Tenho várias paixões na vida. Adoro atuar e me descobri como apresentadora. De qualquer forma, acho que o melhor ainda está por vir. Sinto que estou sempre recomeçando.

Alô Bebê - Você tem 40 anos, acaba de ser mãe e teve uma gravidez tranquila. Mas o período pré-gravidez foi bastante conturbado por conta das tentativas frustradas de gestação. Em algum momento, achou que não conseguiria ter filhos?

Virgínia Nowicki - Tive muito enjoo até o quarto mês de gravidez, coisa que não sabia que acontecia com tanta frequência, mas, fora isso, tive mesmo uma gravidez muito tranquila, embora de muito trabalho, já que descobri que estava grávida uma semana depois do lançamento do livro. Realmente tive medo de não conseguir ter filhos, mas nunca desisti e sempre mantive a fé em alta.

Alô Bebê - Algumas mulheres dizem que, com o tempo, o relógio biológico começa apitar e pede para ser mãe. Aconteceu isso com você? A decisão de ter um filho partiu de quem?

Virgínia Nowicki - Não optei por viver a vida profissional intensamente antes de ter um filho. As coisas aconteceram naturalmente. Nunca pensei em fazer uma produção independente aos 20 anos e, como encontrei a pessoa certa e me casei só aos 35, aí colocamos em prática o projeto de termos um filho. A decisão foi tomada em conjunto e ficamos cinco anos tentando.

Alô Bebê - Como é a Virgínia mãe e esposa? Você cuida pessoalmente das coisinhas do Gabriel e de casa?

Virgínia Nowicki - Não sou muito dona de casa, não (risos). Estou descobrindo minha porção mãe e estou tendo mais tempo para ficar em casa, arrumar gavetas. Como amamento de três em três horas, meu tempo é basicamente do Gabriel. Tenho pessoas que me ajudam a fazer as tarefas domésticas, como a babá Cleo.

Alô Bebê - Com cinco anos de casada, você já tinha uma rotina e um estilo de vida adotado com o Eduardo. O que mudou com a chegada do Gabriel?

Virgínia Nowicki - Tudo (risos). O Gabriel está com dois meses e ficamos com ele o tempo todo. Minha vida mudou da água para o vinho. Não saímos mais à noite, não vamos ao cinema. Acho que os primeiros cinco meses são assim mesmo. Nossa prioridade agora é nosso filho.

Alô Bebê - Em que você se inspirou para fazer o quarto dele? Pensou em alguma decoração especial?

Virgínia Nowicki - Não elegi um tema para o quartinho do Gabriel, mas priorizei um clima mais aconchegante, de pureza, delicadeza, um ar tranquilizador. A decoração é toda em azul e branco, com bichinhos e móbiles coloridos. O teto é azul e há estrelas nas cortinas. Nestes dias de verão, o quartinho do bebê parece o cômodo mais fresco da casa. E é exatamente o que eu queria. Cuidamos de tudo sozinhos e ao nosso gosto.

Alô Bebê - Você teve algum cuidado especial com a alimentação durante a gravidez? Como manteve a forma?

Virgínia Nowicki - Já tinha uma alimentação balanceada e equilibrada. Não como carne vermelha, nem frituras. Como estava num ritmo de trabalho bem intenso, por conta do livro, almoçava na casa da minha mãe, que também segue uma alimentação natural. Aumentei a ingestão de líquidos, o que continuo fazendo para ajudar na amamentação. Adaptei minhas atividades físicas para o período de gestação. Fiz hidroginástica, yoga apropriada para grávidas, fiz drenagem linfática e tomei alguns cuidados, como parar de usar salto alto e dar prioridade para o tênis.

Alô Bebê - Você mudou completamente de vida: agora é mãe e escritora. Seu livro é um sucesso de vendas. Como se preparou para escrevê-lo?

Virgínia Nowicki - Em uma viagem à Índia descobri a yoga, que mudou minha vida e me despertou uma vontade de trabalhar com algo voltado para qualidade de vida. Comecei a me aprofundar em pesquisas e surgiu o projeto do livro. Por um ano, me dediquei à elaboração do livro, à melhor forma de escrevê-lo e acabei optando por fazê-lo de forma simples, de fácil entendimento e no formato de dicas de bem-estar e saúde, seguindo uma ordem de prioridades nos capítulos: alimentação, atividade física, manutenção de energia durante o dia e relaxamento. Cada página do livro foi pensada para passar essa ideia de bem-estar. Contamos com a diagramação da agência África Propaganda e o patrocínio da Nívea.

Alô Bebê - Talvez ainda seja cedo para falar, mas, você pensa em ter mais filhos?

Virgínia Nowicki - É. Realmente é muito cedo para falar disso. Nunca pensei em ter família grande. Gosto de estar na rua, de trabalhar. Mas, não sei. Agora, quero me dedicar e curtir o Gabriel.

Energize-se cápsulas de ânimo, bem-estar e qualidade de vida para todos os momentos do dia

O ingresso da apresentadora e atriz Virgínia Nowicki no mundo literário se deu de forma leve, tranquila e feliz, traduzindo o momento vivido por ela e os pontos de vista nos quais acredita.

Assim é Energize-se, livro publicado pela Editora Gente e que contém várias dicas de bem-estar abrangendo áreas como alimentação, exercícios corporais, ativação de energia e relaxamento. Para cada situação há uma dica ou uma opção para tornar a vida mais saudável.

A diagramação e o projeto gráfico do livro, desenvolvidos pela agência África Propaganda, seguem a mesma linha. Cores fortes, muitas fotos e ilustrações deixam o material atraente e de fácil leitura. Virgínia elaborou o livro com base na experiência vivida em viagem à Índia e na descoberta dos princípios da yoga.

Além disso, ela contou com a consultoria de vários profissionais especializados em áreas específicas, como a doutora Tânia Rodrigues, com dicas sobre nutrição, Eliane Zamikhowsky e José Giordano, mestres em yoga, Cloe Celestano, personal trainer e Fátima Leão Farkas, com conhecimentos em aromaterapia. O prefácio, assinado pela escritora Fernanda Young, é um convite à leitura.