Você conhece todos os tipos de berço? Descubra todas as possibilidades

berço desmontpavel

Uma das primeiras coisas que a mamãe pensa quando começa a preparar o enxoval do bebê é no berço. Este item é essencial, pois influencia diretamente no crescimento e desenvolvimento do bebê, proporcionando um sono mais leve e confortável. A escolha do melhor berço para o seu bebê também requer bastante cuidado, pois este é o único local em que os pequenos ficam sem supervisão direta.

As vantagens de se ter um berço adequado para seu filho são inúmeras. Crianças que passam boas noites de sono apresentam melhora no desenvolvimento físico e mental, bem como no humor, alimentação e brincadeiras. Além disso bebês que ficam confortáveis durante à noite dormem melhor e por mais tempo, garantindo tranquilidade para toda a família.

Como escolher um berço portátil

Os vários modelos de berço portátil presentes no mercado dificultam a escolha do móvel, que deve atender às exigências tanto da mãe quanto do pequeno. Por isto, existem entre os critérios a serem considerados, um deles é o tamanho do móvel, que costuma seguir o padrão de berço americano: 1,30 m de comprimento por 70 cm de largura apenas para o colchão. Considerando todo o móvel, com a grade e outros acessórios, seu tamanho pode ultrapassar de 1,50 m por 80 cm. Uma alternativa ao tamanho seria o berço nacional, um pouco menor, com 1,30 m por 60 cm, ou móveis personalizados, feitos sob medida.

Não é só o tamanho que conta na hora da compra. Outro item de fundamental importância a ser averiguado pelos papais e mamães é o selo de garantia e qualidade do berço. Desde de 2012, os berços infantis fabricados nacionalmente ou importados só podem ser comercializados se atenderem aos requisitos aprovados pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial). Em 2014, o selo também passou a ser requerido para a venda deste item.

A certificação do INMETRO é de extrema importância, mas também existem critérios de segurança os quais o berço deve encaixar-se. A grade lateral do berço deve ter um espaçamento de no máximo 6,5 cm, evitando que o bebê coloque a cabeça no vão, assim como o estrado e as laterais do berço, que devem ter uma distância de 2,5 cm para que a criança não prenda as mãos e os pezinhos. A altura precisa ter um padrão para evitar que o pequeno pule para fora do móvel quando estiver um pouco maior; a recomendação feita pelo INMETRO é a de que a altura entre o estrado e a lateral do berço tem de ter no mínimo 60 cm.

Na hora da compra, certifique-se de que o berço venha com manual de instalação na versão em português, bem como instruções claras de como montá-lo. Ainda, é importante ficar atento a móveis que possuem quinas e rodinhas: prefira aquelas que são arredondadas, e, se forem quatro rodas, pelo menos duas devem ter travamento para manter a estabilidade.

Outro cuidado que é fundamental e que algumas vezes passa desapercebido pelos pais é o posicionamento do móvel no quarto do bebê. Não é aconselhável colocar o berço próximo à janela, pois a criança pode tentar pular. O ideal é colocá-lo em uma posição de fácil acesso e que permita passagem. A grade móvel deve ficar sempre levantada, pois pode ser um perigo para o seu pequeno, por isso, é importante, antes de escolher, se certificar se ela possui um deslocamento simples para facilitar a vida dos papais, mas difícil o suficiente para impedir que o bebê a abaixe sozinho.

Agora conheça um pouco mais os diferentes tipos de berço de bebê do mercado

 

Berço com rodinhas

Os berços com rodinhas são ideais para quartos com pouco espaço, pois as rodinhas facilitam a movimentação na hora da limpeza do ambiente. Além disso, eles são ótimos para aqueles papais que adoram mudar a decoração do quarto do pequeno, pois há a possibilidade de mudá-lo de posição, mas sempre longe da janela.

Berço funcional

Os berços funcionais são considerados os mais práticos do mercado, porque eles já possuem gavetas ou cômodas acopladas, e também são muito indicados para os quartos reduzidos. No caso dos berços funcionais, os papais conseguem guardar a maioria dos produtos de enxoval do bebê no berço, sem necessidade de outros móveis, o que facilita o compartilhamento do quarto com o irmão.

Berço que vira cama

O berço que vira cama é, ao mesmo tempo, uma inovação e uma economia para os papais, pois, além de ser prático, ele evita de sair em busca de uma cama adequada para o pequeno quando ele já estiver maiorzinho para o berço. Além disso, o berço que vira cama também facilita a transição daquelas crianças que estão acostumadas a dormir no móvel e ainda se sentem receosas em passar para a cama sem um adulto por perto. Esta peça facilita e muito este processo de transição, evitando traumas para as crianças e dores de cabeça para os papais.

Berço portátil ou desmontável

O berço portátil é muito prático, mas é o menos indicado para servir como berço permanente, porque ele é menos resistente e, dependendo do colchão usado, pode se tornar desconfortável para o bebê. A peça é mais indicada para viagens ou noites na casa da vovó, para evitar que o pequeno durma em locais que representem um perigo para ele. Todos os berços desmontáveis são dobráveis e alguns contam com um trocador embutido para facilitar o processo para os papais quando não há nenhum local em que a tarefa possa ser feita com praticidade.

Aproveite e conheça os diversos acessórios para o quarto do bebê ficar mais charmoso e completo!