Volta às aulas, dicas para tirar a preguiça dos pequenos

crianças uniformizadas

Com o fim das férias, a volta às aulas passa a ser uma preocupação a mais para os pais que não sabem lidar com a readaptação dos filhos à rotina escolar. Além disso, a maioria dos pequenos não quer, de jeito nenhum, que as férias acabem.

Voltando à rotina

Depois que passam as férias, o maior problema para as crianças é acordar cedo. Restabelecer a rotina de horários dos filhos, também é uma tarefa difícil para os pais. Por isso, é importante que a readaptação seja feita aos poucos, sem estressar as crianças.

Poucos dias antes das aulas começarem, coloque as crianças mais cedo na cama e também acorde-as mais cedo, assim elas começarão a se acostumar à antiga rotina de horários.

Na hora de preparar a lancheira, procure colocar alimentos saudáveis e que irão ajudar no crescimento do pequeno. Procure também arrumar a mochila juntamente com o seu filho, incentivando-o a se tornar uma pessoa organizada.

Lembrando que: a mochila não deve ser muito pesada, com apenas 10% do peso da criança. Carregar muito peso pode afetar os pequenos na vida adulta, provocando dores nas costas, má postura e outros problemas na coluna.

Na compra do material escolar leve seu filho junto e deixe-o escolher algumas coisas, mas sempre explicando os limites financeiros da família.

Para evitar atrasos nos primeiros dias de aula, separe o uniforme e deixe a mochila e lancheira prontas no dia anterior.

Crianças menores, tendem a sofrer mais com a readaptação da rotina, ou até mesmo com a adaptação (caso daquelas que irão pela primeira vez à escola). É importante que os pais incentivem as crianças a irem para a escola e, se estiverem muito inseguras, conversar e dizer que irão deixá-las pela manhã, mas voltarão para buscá-las à tarde.

Caso tenha combinado com seu filho de buscá-lo em algum horário e não puder, peça para uma pessoa de confiança pegá-lo, pois ele pode se sentir abandonado e não querer voltar à escola no outro dia.

Quando voltar para casa, mesmo depois de uma dia exaustivo, não deixe de perguntar para seus filhos como foi o dia e, se possível, até os ajude na lição de casa.

A readaptação requer paciência, pois é um período difícil para os pais e para as crianças.